Pages

26 de jun de 2010

SÓ SAUDADES TUAS


Só saudade


Senti o chão abrir aos meus pés.

Balancei, como se num convés.


Fiquei só ao relento.

O sonho, morrendo lento.

Seu amor tinha acabado.


Você tinha partido.

Tudo havia esquecido,

e não tinha avisado.


E por isso,

tanto tempo fiquei...

E esperei...


Até meu coração sentir

tudo ruir...

E só a saudade ficar.


Silvia Munhoz

0 comentários:

Postar um comentário