Pages

20 de mai de 2010

Aprendi... que.......:

Aprendi…
Aprendi que a cada erro tem de existir um recomeço,
Uma caminhada,
Um luto,
Um vazio que nos leva ao nada!
Aprendi que um sim, às vezes é não,
Que uma espera pode conduzir-nos a um abismo maior,
Que chorar não é fraqueza,
Que não exprimir não significa não sentir!
Aprendi que o tempo significa o valor que lhe damos,
Que os momentos,
São pedaços de uma história que tentamos colorir,
Aprendi que as vitórias e as derrotas,
Dependem do tempo e circunstâncias que vivenciamos,
Do esforço que acreditamos investir na nossa existência.
Aprendi que amar, acreditar e lutar
Fazem sentido quando vivenciados a dois,
Quando amar é conjugado no mesmo plural.
Aprendi que uma força isolada não consegue mover o universo,
Que apenas forças unidas para o mesmo objectivo
Conseguem mover as montanhas da falta de tempo, dos medos, das angústias…
Aprendi que acreditar em algo torna-nos capazes de superarmos todos os embates,
Que não é a dor que nos dilacera,
Mas sim a falta de sonhos, a falta de rumo…
Aprendi que podemos criar todas as oportunidades,
Podemos transpor as barreiras que nos achávamos incapazes de vencer,
Mas se nos tiram a “estrela” que nos guia,
Ficamos na escuridão da solidão …
Hoje aprendi que não posso sentir pelos outros…
Não posso lutar em nome dos outros…
Não posso exigir nada de ninguém…
Não é a tristeza que me magoa…
Nem o sabor amargo da incapacidade de superar o impossível…
O que me anestesia é a insensibilidade em que estou,
E o vazio dos sonhos que perdi…
É saber que vou ter de esquecer…
É saber que a vida vai continuar e tudo ficou como uma miragem…
Aprendi que a vida não é uma colecção de fotos felizes…
E que nem todas as histórias tem o final “e foram felizes para sempre”...
(Sim eu ainda gostava de acreditar nessas histórias…)

26/11/2009
18:26h


Diana Gomes