Pages

23 de ago de 2010

É difícil amar a quem nos odeia :DÉA


"Disse Jesus: Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, como eu vos amo."
Mas como é difícil amar aquele nosso vizinho que, no seu egoísmo, acha que tem todo direito de fazer todo o barulho que quiser sem se importar se em volta de si tem gente doente, se tem gente que trabalhou de noite e precisa descansar, gente que tem prova difícil no dia seguinte e precisa de silêncio para estudar.
Jesus. Como é difícil amar-nos uns aos outros, quando os outros querem nos destruir, nos prejudicar,  ou até mesmo nos matar.  E o pior é que o demônio se aproveita dessas situações para nos incitar a fazer o que não presta.
Na estrada, como é difícil amar aquele motorista que me deu uma fechada de propósito!  É muito difícil também amar aquele adolescente que bateu no seu filho de cinco anos na hora do recreio.
Irmãos: O que fazer para seguir o mandamento de Jesus "amai-vos uns aos outros, como eu vos amo." É difícil mais não é impossível. Ser cristão também não é ser um babaca, um caixa de pancada dos outros, um covarde. Também não é preciso entrar em uma academia para aprender a lutar caratê, nem tampouco comprar uma arma. Não chegamos a tanto. Mas é importante lembrar que Cristo, na hora que precisou dar uma dura nos vendilhões do Templo, Ele transformou  pe-daços de cordas em chicotes, bateu nos abusados e até virou as mesas. Também não devemos nos apegar somente a essa passagem do evangelho para justificar nossas atitudes para com os outros. Porém, sem deixar de ser cristãos, nós podemos e devemos recorrer aos nossos direitos, até mesmo contratar um advogado, quando nos sentimos prejudicados, lesados, roubados, etc. Isto é uma questão de justiça. É só a gente não confundir justiça com vingança, como vemos todos os dias nos filmes e na televisão.
A outra coisa que podemos e devemos fazer é rezar por aqueles que nos prejudicam.  Lembremos que Jesus nos recomendou rezar também pelos nossos inimigos.