Pages

1 de mai de 2011

Um momento de amor…Embora teus lábios neguem…/DEA


Embora teus lábios neguem…

teus olhos me revelam…

Embora tuas mãos me empurrem…

teu corpo deseja meu toque

Teu sexo quente me sente…

exalas tesão e molhada esperas aguardas

a minha chegada

Embora tua ausência insiste em perturbar

a convicção acredito que és minha…

tua presença me renova…

Depois de gritar no auge o prazer de quem ama

veste-se e finge não ter dito nada…

sei que na ausência a dor é tamanha

verdadeiramente é revelada…

Embora minha alma abandone meu corpo

lamenta a despedida…

meu coração continua batendo no peito te espera..

Embora… não estejas aqui, estas nos meus pensamentos

tua simples existência me satisfaz…

sou feliz somente com

INSEGURANÇA !!!! /DEA


Hoje me encontro numa encruzilhada fria…
Com a mulher do presente,
E a menina de outrora…

A mulher madura , independente,
Sensual , formosa e cheia de certezas,

A menina doce, meiga, e gentil…
Que acreditava em príncipes encantados

Que destino é esse, que muda nossos
sentimentos , sem pedir licença ?
Que força maior é essa que nos impulsiona,
a desvendar segredos ….jamais revelados.

Já não sei mais se desejo, continuar a ser a
Mulher madura certa do que eu quero, ou
voltar a ser a menina sonhadora ?

A destino que me maltrata,
me traz memórias tão ingratas,
e ao mesmo tempo a recordação
mas doce que já tive de mim mesma.

Voce entrou na minha vida é me fez
mudanças tão radicais, que não consigo,
mas reconhecer essa mulher, uma mulher
tão fria , insegura, triste, magoada….

Voce entrou na minha vida me fez esquecer o
mundo de menina, deixei de crer nos sonhos,
e passei a acreditar na dura realidade da vida,

Qual seria melhor , esquecer que já fui menina
Ou me contentar em ser esta Mulher ??????????

Ah… destino ingrato que faz da menina, uma mulher
segura, que buscou no tempo, amar quem não te
amou …. Ah que crueldade do destino , te encontrar
tarde demai

AMIGO APAIXONADO/DEA


Pensando bem, eu gosto mesmo de você
Pensando bem, quero dizer
Que amo ter te conhecido
Nada melhor que eu deixar você saber
Pois é tão triste esconder
Um sentimento tão bonito

Hoje mesmo vou te procurar
Falar de mim
Sei que nem chegou a imaginar
Que eu pudesse te amar tanto assim

Refrão:
Sempre fui um grande amigo seu
Só que não sei mais se assim vai ser
Sempre te contei segredos meus
Estou apaixonado por você

Esse amor entrou no coração
Agora diz o que é que a gente faz
Pode dizer sim ou dizer não
Ser só seu amigo não dá mais

Victor Chaves

SONETO DA SAUDADE/DEA


Quando sentires a saudade retroar
Fecha teus olhos e verá o meu sorriso.
E eternamente te direi a sussurrar…
O nosso amor a cada instante está mais vivo!

Quem sabe ainda vibrará em teus ouvidos
Uma voz macia a recitar muitos poemas…
E te expressar que esse amor em nós ungido
Suportará toda distância sem problemas…

Quiçá, teus lábios sentirão um beijo leve
Como uma pluma a flutuar por sobre a neve,
Como uma gota de orvalho indo ao chão

Lembrar-te-ás toda a ternura que expressamos,
Sempre que juntos, a emoção que partilhamos…
(Guimarães Rosa

Desejos de Um Coroa!/DEA

Alguns meses atrás, Beatriz, uma amiga e colega de trabalho convidou-me a passar alguns dias de nossas férias em uma fazenda de uns parentes dela.
Ficava situada no estado do Mato Grosso.
Adorei a idéia, pois gosto muito de passear a cavalo.
E Beatriz me confirmou que seu tio é criador de animais de raça.
Apesar da diferença de idade entre nós duas, éramos grandes amigas e confidentes.
Preparamos nossas mochilas e numa quinta-feira tomamos um ônibus para a cidade de nosso destino.
Seu tio o Eduardo ficou radiante com nossa chegada e a todo o momento afirmava que gente jovem e bonita dava animo a sua vida de solidão e trabalho.
Apesar de muito simpático e com belos traços, me pareceu muito triste e desanimado quando chegamos.
O que eu não sabia é que nosso anfitrião, Eduardo era ex-marido de uma tia de Beatriz que por ironia do destino fugiu com um peão da fazenda.
Naquela noite, apesar do cansaço ficamos conversando até tarde.
O tio nos mostrou a casa e os quartos onde ficaríamos e, desculpando-se, recolheu-se a seu quarto.
Nós também estávamos cansadas, pois tínhamos viajado praticamente o dia todo e assim, fomos dormir.
No dia seguinte, levantamos bem cedo, tomamos um farto café da manhã e saímos.
Fomos ver a fazenda que tinha lindos campos cheios de cavalos e gado. Depois de percorrer pela fazenda sempre acompanhada de nosso anfitrião, observei seus olhares para meu colo dos seios.
Percebi que olhava muito para mim, não como o tio de minha amiga, mas como um homem mais velho que aprecia uma mulher.
Afinal, nos meus 32 anos eu sou uma morena que se cuida, e é claro que tenho meus atrativos.
O tio Eduardo apesar de sua fisionomia triste tem um rosto bem feito e um bom volume entre as pernas. Um bom exemplar de macho. (Claro que já observei,afinal ele sempre fica bem pertinho de nós)
Também o considero um cara simpático.
Bem depois do almoço fomos nadar em um riacho próximo a fazenda o Tio Eduardo muito gentil nos fez companhia.
Apesar de seus 54 anos notei que estava com um físico forte e porque não dizer maravilhoso. Acredito que vivendo entre a Natureza isto o ajuda.
Seu tronco forte com cabelos escuros denotava uma grande força física, com suas coxas grossas e musculosas.
Hum um verdadeiro Deus grego do interior esperando para ser amado.
Depois de brincarmos muito de um lado para o outro na água Eduardo aproximou-se e indagando a mim se era solteira.
Afirmei que sim e ele com um charme fora do comum disse. Ah que bom!
Bom! Por quê?
Pois esta livre para mim!
Enrubesci na hora, não esperava assim uma cantada tão direta.
Mas você é casado! Não, não sou mais a minha ex-esposa preferiu a vida de pular de pica em pica do que ficar casada comigo.
Bah... Problema dela deixa acabar seus bens com rapazinhos jovens na capital.
Em troca de fodas fenomenais e orgias.
Eu agora já estou bem!
Graças a Deus!
Conversamos muito sobre cada um de nós e ele me contou que trabalha muito na fazenda e por isso nos finais de semana gosta de receber amigos e parentes para relaxar ao máximo deixando o stress diário.
Foi quando eu perguntei por que não casa de novo?
Casar jamais, mas quero uma companheira leal e carinhosa que me faça companhia até nos meus pensamentos...
Ah... Com seu jeito charmoso e simples deve ter montes de moças casadouras atrás.
Claro que tem sim, mas atrás do que posso dá a elas em material, mas amor mesmo ainda não achei a candidata.
Com um sorriso nos lábios me diz quer se candidatar querida Marcela!
Disse com uma voz sensual e com tom baixo que senti como se fosse uma caricia, em meus ouvidos.
Confesso as palavras saíram de meus lábios sem eu pressentir, de puro ímpeto, falei: “seria ótimo!”
Eduardo olhando em meus olhos indagou você disse o que Marcela?
Eu gaguejei e afirmei com veemência seria ótimo ser sua namorada!
Mas sabe namoro de coroa não é de beijos e abraços e de cama mesa e cama...
Afinal não sou criança.
Eu sei muito bem disto Eduardo também não sou criança nem ninfeta sonhadora sei que a realização do amor complementa a vida sexual do casal ou vice versa.
E olhando para Eduardo vejo seu sorriso maroto e observo que está excitado.
Hum... Charme Marcela surtindo efeito.rsrsrsr
Bem Marcela nesse momento quero que você seja minha amiga o restante o meu corpo e o seu dará as respostas mais tarde, veremos... Até onde podemos ir e deu-me um beijo nos lábios. Fiquei sem chão sentindo-me a cinderela do século XXI.
Aff enrubesci.
Como eu relatei, Eduardo estava só de short fino e apesar de não ter um cacete tipo Long Dong, ator de filme pornô, notava toda excitação de seu membro que teimava em ficar atravessado quase saindo.
Dei-lhe um beijo na face e sai de perto, pois a Beatriz que tinha ido colher frutas estava retornando.
Eduardo ficou surpreso com meu beijo e foi nadar, afinal precisava acalmar a sua excitação.
Beatriz voltou e dizendo que de noite iríamos a um baile na fazenda vizinha de amigos do tio.
Ah droga eu não queria ir queria ficar com o Eduardo, que hesitante eu sentia que queria o mesmo que eu, mas concordamos e fomos todos.
Afinal é sábado e a vizinhança esta toda lá.
Vamos sim vai ser ótimo, os meninos daqui são muito legais e adoram recepcionar as visitas. Mas cuidado que são muito atiradinhos viu.rsrsrsr
Dizendo isso olhou para mim e piscou seu olho esquerdo
E falou com um tom de brincadeira, mas Marcela já tem dono!
Caímos na risada, mas eu já sentia que já era sua namorada e bem mais tarde seria sua amante ou amada quem sabe.
Só bem mais tarde quando voltar saberei.
A festa foi ótima dançamos e conversamos com todo o vizinho são realmente hospitaleiros.
Chegamos exaustas de dançar e o Eduardo também dançou muito tanto comigo como a Beatriz.
Uma delicia sentir seus braços em volta de minha cintura e doce aroma de sua pós barba.
Estava muito elegante e charmoso. Rejuvenesceu anos.rrsrs
Eu e beatriz demos um beijo de boa noite em Eduardo e fomos dormir. Mas na verdade queria era dormir com ele,mas como não foi possível fui até meu quarto tomar um banho e tentar relaxar.
Depois de um tempo de aproximadamente 30 minutos ouvi alguém bater a porta com um leve toque. Ah era o Eduardo que assim que abri a porta já veio me agarrando e dando um beijo longo e demorado. Senti minhas pernas cambalear de emoção jamais achei que Eduardo viria até meus aposentos ,e com poucas palavras segurou em minhas mãos e falou, “vem comigo”. Ato contínuo me encaminhou até o corredor onde ficava a sua suíte. Entramos, ele fechou a porta e disse: ”precisamos de um banho antes de qualquer coisa”Banhados e acariciados ao extremo sentir toda sua virilidade masculina.
Seu cacete rígido e grosso apontava para o céu, Eu estava alucinada vendo toda sua excitação.
E cai de boca quando ele com voz de menino pidão falaram... Chupa seu pirulito Marcela é todo seu,Sem vacilar comecei a mamar naquele mastro róseo com chapeleta vermelha, eu deixava a cabeçorra adentrar a minha boca sugando seu melzinho que saia discretamente do cacete.Estava possuída não sabia se chupava ou sugava seus lindos bagos lisinhos.
Já com vontade imensa de gozar ele me chama, “vem para a cama que eu quero chupar você até gozar!”
Quero sentir o seu delírio e o sabor de seu mel.
“Eu vou te ensinar como chupar,vou sugar seu grelinho do jeito que eu gosto.
Você tem que se liberar para que goze quantas vezes quiser!
Eu quero sentir você gozar muito hoje!
Até exaustão de nossos sentidos.
Sua voz estava rouca e cheia de tesão .
Seus lábios comprimiam os meus
Brincando com a minha xoxota encharcada de mel,entre gemidos e sussurros meus pedidos de socorro em busca do prazer,agora vai... pára senão eu gozo, lambe meu mel...enfia a língua bem lá no fundo... lambe meu grelinho vai não para por favor... assim meu gostoso, vem, me dá essa cacete gostoso..”
Depois de vários minutos que pareciam eternidade eis que eu o seguro pelos cabelos, forçando sua boca contra minha xoxota.
Deixando sua cabeça entre minhas coxas em um frenesi fui a um orgasmo intenso e prolongado
Gozei muito forte, gemendo alto, liberando uma grande quantidade de mel que Eduardo sorveu com o maior prazer como se fosse um bebe faminto no seio materno.
Um verdadeiro show senti ir às profundezas do fundo de seu ser.
O prazer imenso e intenso me deixando exaurida em um torpor suave.
Como se estivesse flutuando, Em um mundo surreal!
Depois daquele gozo, meu tio adorável e bom amante se aconchegou a mim e foi dizendo “Agora é todo seu Marcela tome é seu e dizendo isto aproximou seu cacete de minha face acariciando todo meu rosto.
Recomecei a mamar gostoso sentindo seu membro firme e latejante com as veias alterada. Apossando-se de minha boca.
Eu o punhetava quase levando ao gozo extremo, mas conseguia nos conter.
Quando o Eduardo afirmou assim?
Não é assim não... Amorzinho que te quero.
Hoje nós vamos nos matar de foder.
E ficando de quatro senti ser penetrada com vigor extraordinário.
Penetrava a minha xoxota molhada com força e vigor elevando-me aos prazeres extremos do corpo.
Assim tivemos nosso primeiro orgasmo juntos da noite.E ficamos abraçados nos acariciando para em breve recomeçar com as traquinagens sensuais de um casal que se encontraram para viver uma grande aventura de amor e sexo.

Doces Desejos de Meninos.!!!!!! /DEA


Adicionar imagem

Doces Desejos de Meninos.


Essa noite, eu tive uma insônia horrível, foi depois que acordei assustada com meu sonho.
Não sei dizer se a palavra correta é assustada, ou ansiosa para que o sonho tornasse realidade.
Sonhei que estava com dois homens em uma cama espaçosa onde o limite era sexo e mais sexo. Sentia aqueles membros rígidos me aprofundando dentre minhas carnes.
Excitada e desejosa não conseguir conciliar o sono.
Meu corpo desejava que eu estivesse fazendo sexo insaciavelmente.
Então no meio da noite, fiquei ansiosa esperando o dia raiar para ver como realizar tal feito.
Acordei muito molhada sentia um calor na minha xoxota.
Meu corpo pedia sexo meus sentidos continuavam com a libido a mil.
Preciso urgente resolver isto, mas meu namorado está viajando a trabalho.
Que fazer em um momento tão complicado assim?
Daí então eu coloquei um filme bem picante e com brincadeiras solitárias me satisfiz parcialmente.
Eu confesso que não sei onde isso vai parar.
Estes desejos que afloram do meu intimo, me deixam inquieta.
Sinto-me impotente a minha vontade.
Quero transar e não consigo esperar.
Então ataquei com a maior cara de pau o rapaz que trabalha na padaria e veio me entregar à água.
_Bom dia Dona Marcela!
_Bom dia Diogo, logo cedo no batente não é!
Sim assim que a Srª ligou seu Edgar mandou logo entregar seu pedido.
_Entra não precisa ficar com vergonha, pois estou de roupão!
_Bem Dona Marcela não é vergonha é que a senhora deste jeito... Os pensamentos traem ai já sabe fico com desejo afinal sou jovem !
_Hum... Desejos de que Diogo?
_Ah Dona Marcela a Sr sabe um mulher do tipo da senhora qual jovem não imagina coisa e depois bate punheta na sua intenção?
Você já fez isto Diogo?
_Claro sempre que venho aqui sinto cheiro de sexo no ar vou correndo para a padaria para descascar uma!
_Hum e porque não me satisfaz junto também?
A senhora iria topar dá sua xaninha para um garoto sem graça como eu?
_Hum se fosse agora daria todos os prazeres imagináveis a você meu garoto, mas você está ocupado não é?
_Não, eu estou indo fazer umas coisas no centro da cidade e estou com tempo livre, e se estivesse ocupado eu perdia até o emprego, mas saciaria este desejo e tara que tenho pela senhora.
_Ah senhora está no céu, Diogo me chama de Marcela mesmo está bom?
Está bom demais Marcela, veja como estou cheio de tesão, dizendo dirigindo o olhar para seu membro excitado.
Se aproxime Diogo!
E com seu jeito tímido veio até mim sem saber ao certo o que poderia acontecer.
Pois bem com o tesao que senti durante a noite e não me satisfiz normalmente, perdi o pudor e a vergonha e já fui segurando no cacete do jovem.
Que parecia um porrete de tão duro que estava.
Abaixando sua bermuda vi com alegria aquele membro já soltando uma babinha, pois era tão grande sua excitação.
Diogo você é virgem?
Não! Mas podemos dizer quase só transei duas vezes com uma amiga de colégio, mas a nossa inexperiência e o medo de ser flagrado pelos pais dela nem deram chance de aproveitar direito as sensações de dois jovens que estreavam para a vida sexual.
_Ah... Então podemos retificar isto!
_Está bom deixe-me guiar aos prazeres de seu corpo.
Abaixando ficando de joelhos em seus pés alisava e beijava com delicadeza aquele membro em ascensão.
Não muito grande, mas com cabeça enorme que parecia um cogumelo rsrsr.Acho certo me especificar com brincadeiras do que denominar nomes e apelidos fora do normal.
Sem muita demora levei-o até minha suíte e começamos a tomar um banho longo e cheio de trocas de carinhos.
Assim pude ter uma visão total daquele jovem rapaz.
Olhos pretos sorriso de menino com vontade imensa de provar do meu corpo e saciar sua fome de sexo.
E por que deixá-lo na vontade!
Não é mesmo.
Pois bem comecei a chupar seu cacete no chuveiro e ouvia seus gemidos de prazer.
Isto me incitava a chupar mais ainda.
Com movimentos dos quadris ele introduzia mais ainda seu membro na minha boca.
Ah dona, Ops desculpe.
Ahh Marcela não agüento mais de vontade de gozar.
Posso?
Goza Dioguinho na boquinha de Marcelinha vai... Enche de leite a tia Marcelinha vai meu menino gostoso.
Anda goza...
Sem suportar mais de vontade sinto espasmos de seu cacete em minha boca deixando golfadas grossas e espessas de um leite gostoso.
Sorvi daquele precioso néctar e sugava mais ainda seu cacete que parecia que não amolecia nunca.
Seu orgasmo deixou ofegante e com sorriso nos lábios.
Fomos para cama e deitada pude sentir a posse de seus lábios sedentos em minha xoxota.
Menino esperto me sugava muito e sempre entre sussurros falava palavras cheias de excitação.
Que qualquer mulher fica doida de ouvir.
Ainda mais por um jovem inexperiente, mas com total desenvoltura estava me deixando mole de tanto gozar.
O elixir da juventude é muito bom para qualquer balzaquiana.
E entre seus lábios tive orgasmo intenso e prolongado.
Seu instrumento de prazer rígido como nunca veio até minhas entranhas e com estocadas vigorosas gozamos novamente. Sentir seu corpo colado ao meu foi sublime vital para alegrar meu dia.
Poxa que saúde!
Entre beijos abraços e carinhos o Diogo fez-me prometer que sempre possível deixaria ele me visitar. Mesmo que eu não o quisesse como namorado, mas poderíamos ser amigos e amantes.
O que eu poderia fazer a não ser concordar, afinal um jovem em pleno vigor físico só iria contribuir para saciar a minha fome constante de sexo prazer e muito amor.