Pages

26 de jun de 2010

COISAS DE PÉLE:DÉA

Coisa de Pele

Coisa de Pele
A canção que te fiz
Você vai ouvir, vai ouvir sim
Pela boca de outro
De outro alguém que não sabe de mim
Não sabe o quanto eu senti por você
Dos tristes poemas que pude te escrever
Que fiquei à tua espera
Fui regando a semente no teu coração
De todos os desejos que tive que conter
Dos ressentimentos que tive que esquecer
Isso é coisa de pele
Mas foi tudo tão breve pra você
A canção que te fiz
Você vai ouvir vai pedir bis
Pra lembrar dos momentos
De qualquer sentimento que tivestes por mim
Mas se for fraternal, não me leve a mal
Eu te dispenso
Não preciso de drama
Eu só quero estar nos lençóis da tua cama
Teu corpo em meu corpo minutos de prazer
Minha boca em veludo, minha sede de te ter
Isso é coisa de pele
Faz a gente ter breve reconsideração
Não sabes o quanto eu senti por você
De tantos desejos que tive que esconder
E fiquei a tua espera
Desejando um pouquinho de você
A canção que te fiz
Você vai ouvir
Mas não por mim.

0 comentários:

Postar um comentário