Pages

18 de out de 2009

DOE ORGÃOS SALVE UMA VIDA :





DOE SEUS ORGÃOS FAÇA UM GESTO DE AMOR E CARINHO A ALGUEM HJ SOU EU QUEM PRECISO AMANHA PODERA SER VC  BJUSS MILL VALL/AVÍÃO

CONTINUAÇÃO SOBRE TRANSPLANTES RENAIS :

O que é o transplante renal?

O transplante renal é considerado pela maioria dos nefrologistas como a melhor modalidade de tratamento e reabilitação para pacientes com Insuficiência Renal Crônica. O outro tipo de tratamento é a diálise (hemodiálise ou diálise peritoneal).

Em que consiste o transplante renal?Consiste em preparar um doador com grau de parentesco ao paciente, realizando exames necessários para avaliar desde o grupo sanguíneo até análises complexas que determinam algumas substâncias existentes nas células (conhecido como HLA) com a finalidade de mostrar se o tecido do doador assemelha-se ao do receptor. Também são realizados exames clínicos e laboratoriais para assegurar o sucesso da cirurgia de transplante.
Em que local é colocado o novo rim?O rim transplantado é colocado na região inferior do abdome e geralmente não se retiram os próprios rins do paciente.
Como se escolhe o paciente receptor do rim?
No transplante de rins de doador cadáver o rim é proveniente de uma pessoa com morte cerebral e é elaborado um sistema de busca por uma central de transplante para avaliar o paciente de maior compatibilidade para receber este rim.Os pacientes com insuficiência renal crônica são cadastrados e os candidatos colocados em lista de espera,selecionando-se depois o mais compatível.O paciente transplantado precisa tomar medicamentos?
O paciente transplantado tem que fazer uso de medicamentos imunossupressores (que combatem a rejeição) corretamente e enquanto estiver com o rim em funcionamento, tendo consciência que se parar a medicação ocorre rejeição do órgão transplantado e terá que retornar à diálise.Além disso tem uma menor resistência à infecção havendo necessidade de ter maior cuidado para diminuir a chance de adquiri-las.

FALÉMOS HJ SOBRE DOAÇÕES DE ORGÃOS ,VC JA É UM DOADOR? PENSE NISSO :

Como é escolhido o doador de rim ?
Só serão candidatos a doador, aqueles familiares de pacientes que espontaneamente procurarem a equipe médica, e manifestarem expressamente o desejo de doar.
Para poder escolher o doador de rim será feita inicialmente tipagem sanguínea dos candidatos a doador. Só farão os outros exames os candidatos que tiverem tipagem sanguínea compatível com o receptor.
Após a confirmação de que os tipos de sangue entre o candidato a doador e o receptor é compatível, o candidato a doador realiza uma consulta com um médico da equipe de transplantes, onde o candidato é entrevistado e examinado. Se na consulta não for constatada nenhuma doença que inviabilize a doação, são solicitados vários exames de sangue, de urina e radiológicos para descartar doenças que impeçam a doação.
Por que um doador foi escolhido ?
Primeiro, por doar o rim espontaneamente. A equipe de transplante não aceita pressão de ninguém, do paciente, da família ou de outras pessoas para forçar alguém a doar o rim. A doação é um ato de amor. Só ocorre doação se o doador quiser.
Em segundo lugar, porque o seu rim é o que tem a tipagem mais parecida com a do receptor, entre os doadores examinados.
Como saberei se posso doar o rim?
O candidato fará uma consulta médica e depois uma grande série de exames de sangue, urina, radiológicos e eletrocardiograma para comprovar que os rins e demais órgãos estão perfeitos. Caso um ou mais exames derem alterados será avisado e encaminhado para o tratamento adequado. Se não puder doar também será comunicado.
Quais são os riscos da cirurgia de doação?
A cirurgia é programada, de modo que os riscos são diminuídos, devido aos exames prévios que o doador realiza. Porém é uma cirurgia que necessita de anestesia geral e portanto tem riscos. A cirurgia de transplante e em especial a cirurgia do doador, é feita com muito cuidado já que não está doente e apenas pratica um ato de amor.
O doador levará vida normal com um rim apenas?
Algumas pessoas nascem com apenas um rim e nunca ficam sabendo disso, exceto se fizerem algum exame ocasional e descobrirem o fato. Um rim faz o trabalho de dois rins e a vida da pessoa será normal em qualquer profissão ou na vida familiar.
E se o rim que fica perder a função?
Caso sofra de cálculo renal não poderá ser doador pois existe a possibilidade de que tenha cálculo no rim não operado. As outras doenças que ocasionam perda de função dos rins atingem os dois rins; o doador seria acometido tanto tendo um ou dois rins.
Que cuidados o doador deve ter antes da operação?
Se for obeso o médico recomendará que diminua o peso. Se fumar, deverá largar o cigarro até a operação.
Como será a recuperação?
Nas primeiras 24 horas após a cirurgia, a dor será um pouco maior, mas, será tratada adequadamente com remédios. No dia seguinte à operação, começará a caminhar, e em torno de 1 semana serão retirados os pontos. A alta geralmente ocorre até cinco dias após a cirurgia.
O que o doador poderá fazer para ajudar sua recuperação após a cirurgia?
Poderá tossir, para não acumular secreção nos brônquios, colocando a mão em cima do curativo da operação, para evitar dor no local da cirurgia. Deverá dobrar os pés e as pernas para cima e para baixo, para não ocorrer flebite. Quando o médico permitir, sair da cama e andar.
Quando o doador poderá ver o receptor?
Geralmente no 2º ou 3º dia poderá ir até o quarto de isolamento do receptor e observá-lo. Antes disso poderão comunicar-se com bilhetes ou telefone.
O doador deverá fazer revisão médica?
Após a alta e revisão pós-operatória imediata é recomendável que o doador consulte com o médico 12 meses após a cirurgia.
Por quanto tempo o doador terá licença do trabalho?
A junta médica da perícia do INSS costuma dar 30-40 dias de licença para o doador

Para que servem os rins ?

Os rins são dois órgãos existentes na parte de trás do abdômen que limpam o sangue das impurezas do corpo, funcionando como filtros. Caso não funcionem corretamente, as impurezas se acumulam e a pessoa fica intoxicada pela uréia, que é uma substância tóxica ao organismo.
Quais doenças podem atingir os rins?
As principais doenças que podem atingir os rins são as nefrites (pielonefrite, que é a infecção do rim e glomerulonefrite, que é a inflamação do rim), nefrolitíase (pedra ou cálculo no rim) diabetes mellitus (muito açúcar no sangue), pressão alta, rins policísticos (cistos renais hereditários) e outras.


As doenças renais têm cura?
Podem ter ou não. Em algumas pessoas, a doença pode evoluir mal, comprometendo totalmente os rins que deixam de funcionar, o que se chama insuficiência renal crônica. No caso dos rins não funcionarem mais, as pessoas tem que fazer diálise ou transplante renal para continuarem vivas. Assim, é importante que a doença dos rins sejam diagnosticadas e tratadas no início para não ser necessária diálise ou transplante no futuro.
Quem pode tratar as doenças renais?
O clínico geral ou nefrologista (que é o médico clínico especialista em rim) podem ajudar a tratar e prevenir as doenças renais.postarei  este assunto em duas partes por se extenso ok?  segue ai >>>>> leia-o td por favor dea