Pages

20 de mar de 2011

Naquele momento/DEA



Naquele momento

Naquele momento supremo
quero quebrar teus mitos,
bater na tua cara,
e ouvir o doce lamento,
sufocar os teus gritos,
destruir tua indiferença,
acabar com tua crença,
dominar tua vontade,
te deixar muito louca,
dobrar teu orgulho,
tapar tua boca
e me afogar num mergulho,
eu te quero escrava
para te consumir,
quero toda nua
para te seduzir,
à luz da lua
quero te subjugar
feito louco,
quero amar, amar,
quero te ouvir implorar
um pouquinho mais de mim,
acabar com este marasmo
e te matar aos poucos,
de tanto, tanto orgasmo ....

Preciso de Você Mais uma Vez/DEA

Preciso de Você Mais uma Vez

Preciso abraçar-te com todas as forças do meu ser
Como se fôsse a primeira, a única, a derradeira vez...
Preciso afagar teu rosto com doçura
E navegar nestes olhos que me espreitam com ternura...

Vem!

Já não suporto os apelos da tua boca tentadora
Quero que me roubes um beijo, a princípio, brando
Mas neste beijo quero sentir voz de comando
E desfalecer só de antever o gozo de outras carícias arrebatadoras...

Vem!

E traz contigo as duas metades
A metade humana e a metade fera
Arranca-me de vez do meu insulamento
Rola comigo por desconhecidas ribanceiras
Desperta a esquecida mulher, à tua maneira
Explora sem pudor todas as fendas
Que fores capaz de encontrar dentre as minhas esferas...

Vem!

Que o tempo urge
E uma mulher assim abrasada ...não espera!

Vem !!!!!

MADRUGADA COM VOCÊ/DEA

MADRUGADA COM VOCÊ

Naquela madrugada em que te encontrei,
Rezei aos anjos, agradecida.
Foi tudo especial, te encontrando
Encontrei a vontade de viver, há muito adormecida.
Naquela madrugada em que te encontrei,
Encontrei meiguice, carícia.
Foi tudo inesquecível, te encontrando
A minha vida passou a ser uma delícia..
Naquela madrugada em que te encontrei,
Encontrei perfume, suave delicadeza
Inesquecível fragrância, te encontrando
Sinto a vida plena em gentileza.
Naquela madrugada em que te encontrei,
Conheci paixão, ternura sem fim
Suavidade e magnitude, te encontrando
Sinto a vida alegre e feliz habitando em mim..
Naquela madrugada em que te encontrei,
Conheci a capacidade de amar
Intensa, magna, te encontrando
Não tive como não me apaixonar.
Naquela madrugada em que te encontrei,
Conheci o homem magnífico que és, senti meu coração
Que pulsa por ti, te encontrando
Vivo feliz, vivo a paixão
Naquela madrugada em que te encontrei,
Fiz uma jura,
De que nunca irei esquecer de ti
Terei comigo, o homem mais doce, meigo, delicado, gentil, magnífico, belo... que já conheci.

Amor perfeito, o nosso meu amor!!!/DEA



Amor perfeito, o nosso meu amor!!!

Nao quero viver a vida por viver,
Nao quero sofrer por sofrer,
Quero te amar para a eternidade,
Quero-te e desejo-te de verdade!!!

Quero-te na tentacao,
Quero-te na emocao,
Quero-te dislumbrar,
Quero-te beijar!!!

Amo-te hoje e para o futuro,
Este amor nunva ira ser duro,
Esta relacao nunca sofrera um furo!!!

Es perfeita,
Do nosso amor a magia e feita,
Os teus beijos sao a cura para qualquer maleita!!! TB DESCONHEÇO O AUTOR OU A AUTORA/DEA

Poema Sensual de Amor/DEA



Poema Sensual de Amor

Lembras?
De baixo dos lençóis, os nossos ruídos
Produzindo um acorde maravilhoso
O som saindo de nossos lábios sedentos
Emitindo palavras de carinhos e malícia?

Lembras?
Das nossas mãos atrevidas, a percorrer nossos corpos,
Tal qual um artesão, a esculpir com desejo, tão ardente paixão
Arrancando suspiros de arrepios e tesão?

Lembras?
Dos nossos corpos suados, a misturar os aromas
Roçando voluptuosamente, arrancando gemidos de prazer
Acabando por entorpecer nossos sentidos?

Lembras?
Das nossas loucuras, sem censuras
A descobrir movimentos mágicos
A procurar posições frenéticas e loucas?

Lembras?
De nossa alcova toda desarrumada,
Das nossas roupas espalhadas,
Daquele cheiro de amor pelo ar?

Lembras?
É claro que lembras... como poderia esquecer
Das noites de amores sem trégua
Dos gozos, gozados ao extremo
Até o esgotamento de nossas forças?

Lembras?
Nada poderia apagar esses momentos
Até as paredes guardam impregnadas
As imagens ali retratadas,
O cheiro de amor e o som dos gemidos. DESCONHEÇO O AUTOR OU AUTORA /DEA/20/03/2011

Poema Sensual de Amor/DEA


Poema Sensual de Amor

Lembras?
De baixo dos lençóis, os nossos ruídos
Produzindo um acorde maravilhoso
O som saindo de nossos lábios sedentos
Emitindo palavras de carinhos e malícia?

Lembras?
Das nossas mãos atrevidas, a percorrer nossos corpos,
Tal qual um artesão, a esculpir com desejo, tão ardente paixão
Arrancando suspiros de arrepios e tesão?

Lembras?
Dos nossos corpos suados, a misturar os aromas
Roçando voluptuosamente, arrancando gemidos de prazer
Acabando por entorpecer nossos sentidos?

Lembras?
Das nossas loucuras, sem censuras
A descobrir movimentos mágicos
A procurar posições frenéticas e loucas?

Lembras?
De nossa alcova toda desarrumada,
Das nossas roupas espalhadas,
Daquele cheiro de amor pelo ar?

Lembras?
É claro que lembras... como poderia esquecer
Das noites de amores sem trégua
Dos gozos, gozados ao extremo
Até o esgotamento de nossas forças?

Lembras?
Nada poderia apagar esses momentos
Até as paredes guardam impregnadas
As imagens ali retratadas,
O cheiro de amor e o som dos gemidos. DESCONHEÇO O AUTOR OU AUTORA /DEA/20/03/2011

Adolescente perdida/DEA


Adolescente perdida
ADOLESCENTE PERDIDA

Mulher criança que a todos encanta
Dona de um sorriso inocente
Olhar descontente
És mulher de fato em seus atos
És criança crescida , adolescente perdida
Criança mulher que a todos engana
Na escultura do teu corpo
Na bravura do teu rosto
És criança no teu jeito de convidar
És mulher na beleza de deitar
Faz do coração do homem brinquedo
Sem esforço experiência ou segredo
Desejo oculta esconde em seu peito
Menina insolente rebelde e sem jeito
Te quero mulher
Quando me amas a todo o momento
Não te quero criança
Quando brincas com meu sentimento
Te quero criança
Adolescente perdida
Não te quero mulher
Assim ousada e despida
Não importa se és mulher ou criança
Eu preciso te amar
E não perco a esperança.

Pelo autor Marcelo Henrique Zacarelli