Pages

13 de abr de 2011

Sou essa deusa Invisível ......!!!!! /DEA

Sou essa deusa
Invisível
Que enfeitiça
Teus pensamentos
Sou a mulher
Sedutora
Que te devora
A razão
Sou a menina
Dengosa
Que faz suar
Suas mãos
Sou a mulher
Que domina
seu instinto
E faz de você
Um menino

Quero você agora...../DEA


Quero você agora Acariciar o teu corpo Ouvir pulsar seu coração Quero você Meu corpo colocado no seu Te beijar setenda de amor E loucamente te amar Quero você Corpo a corpo, lado a lado Desejo louco Perder o pudor e amar você Quero você Mesmo que seja uma noite Explorar nossos corpos Sem pensar no tempo e quanto tempo Quero você Em doce sorriso Me peder no espaço Para sonhar e amar você Quero você Para me amar todinha Ser sua mulher, sua menina Manhosa, dengosa e gostosa Quero você Me pega no colo, me leva pra cama Me tira o folego, me encha de amor Com todo furor Quero você Quero suas caricías Suas mãos ousadas Sentir o seu penetrar Quero você Com sangue a ferver Sentir seus beijos molhados Seu corpo suado Quero você Banhas-me de amor A cada milimetro Mata meu louco desejo Quero você Quero que entre, penetre Misture nosso suor Sacie meu louco desejo por ti Quero você Chegamos ao extase Quero que faças morada dentro de mim... Quero você...

Te quero .../DEA

Te quero

A qualquer hora
A qualquer preço.
Chego nua e devassa
Juro não fazer pirraça
Crua e em pleno esplendor
como a Lua
Sou sua Estrela a brilhar
Que em seu Céu flutua.
Dengosa sempre sou
Carente das delícias de
seu amor
Manhosa,cheia de artimanhas
Sou mulher sem-vergonha
Com ardor em minhas entranhas.
Amorosa e fogosa
Com muita fome em minha Gulosa.
Despudorada confessa, duvida ?
Então na web me assista.
Enlouquecida
Quero ser por você
Amada
Devorada
Engolida
Conquistada.
Sou sua Bacante
Sua Fêmea marcante
Por amor me faço gigante.
Loira
Licenciosa
Em tesão eu sou gostosa.
Pelo prazer depravada
Tenho unhas afiadas
Sou uma águia alada
Mas por seu tesão
Estou todinha AMARRADA...


(Graça da Praia das Flech
as)

Prometo invadir teu peito.....DEA


Prometo invadir teu peito, arranjar um jeito de te pedir perdão. Prometo entregá-lo inteiro, em meu devaneio, como uma oração. Prometo invadir sua cama, te fazer gemendo, gritar que me ama! Prometo que serei ousada, totalmente preparada, para ser desejada. Prometo invadir teu corpo, com tanto ser o meu gosto, te encher de amor. Prometo que será marcante, sentidos flamejantes, ...nunca será bastante. Prometo invadir tua privacidade, não medir tua idade, te chamar de criança. Entreguei-te minha liberdade, meu tempo, minha vida, teu amor é minha única necessidade. Prometo invadir tua herança, sorver tua esperança, promover tua matança... matança de amor que eu vou invadir... Prometo que da morte farei vida, a esperança redimida, uma invasão totalmente permitida. Prometo invadir tua guarda, te despir da farda, fazer-te entregar. Prometo baixar a guarda, meu corpo ansiosamente te aguarda, com desejos à saciar. Prometo invadir tua praia, te deixar sem saia e mesmo sob tua vaia, te fazer me amar! Prometo atender teus apelos, eximir-me em desvelos, amar-te por inteiro. Prometo invadir tua pele, deixar que me sele, me fazer voar. Prometo que ao ser tocada, minha pele por você marcada, amarei despudorada. Prometo invadir tua boca, afogar quase louca, tua voz que quer gritar. Prometo que selarei nossos beijos, molhados de desejos, com gritos mudos de paixão. Então promessas de invasão, serão tuas, as minhas promessas pro teu coração!! Assim todas promessas cumpridas, parceiros por toda vida, viveremos a saudade, dessa noite de tentação!

(Carlos Duarte//Tânia Regina)

Quero teu seio exposto
E olhar o teu rosto
Quando minha língua o tocar!
Quero o teu arrepio
E o cheiro do teu cio
Quando a ti excitar!
Quero tua entranha molhada,
Tua pele toda suada,
Quando teu sangue ferver!
Quero teu corpo fremente,
Teu abraço envolvente,
Quando a ti me aconchegar!
Quero ser todo engolido,
Por teu ser envolvido,
No momento de amar!
Quero-te mulher fervente
Tomar-te completamente
Deleitar-me em teu sabor!
Quero que te tornes minha,
Fazer-te escrava ou rainha,
Dominar-te em meu amor!


(Marcos Woyames de Albuquerque)

NO VÃO DE TUAS PERNAS/DEA

NO VÃO DE TUAS PERNAS

No vão de tuas pernas,
estão teus melhores segredos,
que busco com a ponta de
meus dedos...
Está a fonte de teu cio,
e de prazer sorrio,
quando com a ponta da língua,
sinto o sabor delicioso,
de teu sexo... gosto gostoso...
Neste momento de tesão,
sinto toda a quente emoção
que neste momento de amor,
surge com tanto calor...
O vão de tuas pernas,
guarda todos os segredos
da loucura da paixão...

EXECUTIVA .... /DEA LEITORES ESCUREÇAM A TELA COM SEUS RATOS E IRAM LER ESTE LINDO POEMA


Executiva...

Sou uma executiva bem sucedida, morena de cabelos longos e incríveis olhos verdes. Sou de família tradicional e tive uma educação bastante rígida. Me formei em advocacia e trabalho, como sócia, num dos melhores escritórios do país. Sempre vou ao Fórum, visito vários clientes e ando muito pela cidade. Num destes dias, estava vestida formalmente com saia, blusa e casaco, usando saltos altos e elegantemente trajada. Onde eu passava, olhares cobiçosos me seguiam. No fórum, parei na frente do elevador, algumas pessoas estavam lá também, e reparei num homem em trajes esportivos me observando. Não dei importância, pois estava acostumada a isto. O elevador estava lotado, mas como estava atrasada para o compromisso, me esprimi e começamos a subir. De repente, sinto uma coisa dura encostando em meu traseiro, fazendo uma certa pressão. Fiquei estática, ruborizada, sem saber como reagir. O elevador ia parando, praticamente em todos os andares, onde gente saía e gente entrava, fazendo com que permanecesse lotado. O cara, percebendo que eu não reagia e imaginando que estava topando aquela situação, começou passar a mão na minha bunda, enfiando seus dedos e tocando meu cú. Apesar de nervosa com a situação, comecei a ficar excitada com aquela coisa toda. Me ajeitei um pouco e, timidamente, pressionei minha bunda contra aquele volume que estava duríssimo e dava para perceber que era muito grande. A cabeça do pau se encaixou bem no buraquinho do meu cú, fazendo com que eu tivesse um pequeno orgasmo ali mesmo e minhas pernas ficassem bambas. Cheguei no meu andar e fui para a reunião, envergonhada da minha ousadia. A reunião terminou e lá fui eu para o elevador novamente. E não é que o cara estava lá ?! Ruborizada, fingi que nada estava acontecendo, mas excitada por imaginar que entraríamos juntos novamente no mesmo elevador e que algo poderia acontecer. Dito e feito, entrei, o cara também, e ele começou imediatamente a me encoxar, desta vez com mais força e pressão. Parecia que o cacete estava maior ainda. Encostou a boca em meu ouvido e gostosamente disse que queria me comer todinha, colocando minha mão no seu cacete. Aquilo me arrepiou e me deixou com um puta tesão novamente. Não sabia o que fazer, estava super envergonhada, pois nunca me imaginei numa situação destas. Nada falei. Chegamos, saímos juntos, ele pegou na minha mão e caminhamos para seu carro, que estava estacionado ali perto. Eu tremia inteira só de pensar no que eu estava fazendo. Entramos no carro sem trocar quaisquer palavras e fomos a um motel ali perto. Eu estava começando a me arrepender e com muito medo, mas sentia a minha boceta pingando e meu cuzinho piscando só de lembrar daquela pica dura encostada na minha bunda. O tesão e o inusitado falaram mais alto. Ao entramos no quarto, ele abaixou as calças e de lá pulou uma rola imensa que devia medir uns 23 x 8 e estava em ponto de bala. Nunca tinha visto um pinto tão grande ! Me virou, levantou minha saia, tirou minha calcinha, encaixou a pica na minha bocetinha ensopada e meteu tudo com uma única estocada. Gritei de dor e tesão e perdi o ar, ficando com a boca aberta e tentando, desesperadamente, respirar. Arreganhei-me toda e ele fodeu minha boceta por uns 15 minutos quando gozei uma duas vezes, quase desfalecendo. E aí a coisa ficou feia ! Disse que queria comer meu cú e me apavorei, olhando para aquela pica imensa. Apesar do medo estava hipnotizada por aquele cecete. Falei que não e que iria embora imediatamente. Tomei um forte tapa na boca, caindo na cama. Ele abriu minhas pernas, lubrificou a rola na minha boceta, apontou-a para a entrada de meu cuzinho e forçou a penetração. Comecei a chorar implorando para que ele não fizesse aquilo. De nada adiantou. Senti a cabeça do caralho me abrindo e, com uma estocada mais forte, entrou até a metade. Mais uma vez, o ar me faltou. Contorcia-me toda de dor, mas ele, impiedosamente, continuou a meter, colocando até os pentelhos. Me fodeu o cú fortemente, com estocadas longas e vigorosas. Aos poucos fui me acostumando ao tamanho, fui relaxando e, humilhada, mas com muito tesão, passei a colaborar jogando minha bunda de encontro ao seu pinto. Aquilo durou uma eternidade e gozei feito uma cadela no cio. Meu cuzinho estava muito molhado e o cacete entrava e saía inteiro, fazendo com que eu o sentisse em toda a sua extensão. Meu cú piscava e mordia aquela pica. Era tão grande e grossa que eu sentia o anelzinho do meu cú bem dilatado, envolvendo e pressionando aquele pintão. As estocadas se tornaram cada vez mais fortes e rápidas, sentia a cabeça do cacete me tocando no fundo até que ele, com um gemido longo e profundo, gozou. Senti a porra, em imensas quantidades, jorrando dentro de mim. Aquilo foi demais, gozei, aos berros, fortemente agarrada a ele. Sem trocarmos palavra, nos vestimos, entramos no carro e ele me deixou em frente ao fórum novamente. Nunca mais o vi, mas as lembranças daquela rola toda dentro de meu cú, não consigo esquecer.....

tua cereja....../DEA


Adoça, amor, a minha boca.../DEA



Adoça, amor, a minha boca... com a paixão exuberante de teus lábios... Cubra meu corpo todo com teus beijos, palmo a palmo, sem esquecer um centímetro, sequer... Afaga-me com tuas mãos macias, carinhosas... para que eu me sinta dona de ti... Depois, faça-me sentir o lirismo da mágica grandiosa do amor, em que se transforma o nosso aconchego... E deixa-me sonhar com a projeção da nossa vontade, do nosso desejo, da nossa louca obsessão... de nossa fúria vulcânica, que transforma em larvas incandescentes a saliva de nossa boca... O calor, que emana desse beijo, aquece o fundo da alma, e eu sinto que estou flutuando de justo prazer, de justa alegria, quando em tuas mãos seguras me sinto calma, me sinto bem, me sinto mulher plena, poderosa, inteira... Por isso, amor, adoça minha boca com teus beijos...

Eu margarida Plantada em canteiro alheio..../DEA

Eu margarida Plantada em canteiro alheio Desestimando a guerra e pedindo paz Para as rosas vermelhas, azuis e amarelas. Eu violeta Alegre, feiticeira Ávida pela luz do sol Vegetando num pobre vaso de plástico. Eu bromélia Suspensa no ar, agarrando vida No vento e na chuva Encharcada de lágrimas, sem chão, sem calor. Eu onze horas Florzinha à toa, insignificante Que nasce em qualquer lugar Sempre com hora marcada para desabrochar. Eu bem-me-quer Cheia de vida,cheia de amor Querendo proteger, juntar o que é meu Num abraço, no colo, no alcance do olhar. Eu azaléia Colorida, faceira Enfeitando jardins, perfumando o ar Retirando energia de um sorriso vulgar. Eu orquídea Sofisticada, elegante Planta nobre, esnobe, vestindo cetim Deixando que levem a vida de mim..." Perpétua Amorim

Diante da pagina branca...../DEA

Diante da pagina branca,
penso no meu amado, buscando palavras
para descrever-te…
Mas as palavras me fogem da mente, quando
penso em voce

Como descrever um ser tão amado,
tão docil, tão meigo e gentil como voce ????

Nem todos os adjetivos poderiam expressar,
tamanha grandeza do seu ser….

Como me foges da mente, como me deixas sem reação,
imovel diante da folha branca de papel ????

Penso no teu corpo , que ainda não vi,
na tua boca que ainda não beijei,
nos teus labios de mel , que ainda não senti o gosto,
na tua pele macia que ainda não senti o calor,
Ah… como posso te descrever , se minha mente divaga tanto
em sonhos e desvaneios que não chegam aos teus pés…

A Menino tu me fazes criança, me fazes moleka peralta,
quando chegas de mansinho sem avisar, e vem me espiar
eu namorar rsssss,,,,

Tu me fazes falta docinho,
Meus olhos são prá ti, meu segredos,
são para teus ouvidos,
e o meu mel é para o seu paladar…

SERAS SEMPRE MINHA ...../DEA

És sempre minha

Embora teus lábios neguem…

teus olhos me revelam…

Embora tuas mãos me empurrem…

teu corpo deseja meu toque

Teu sexo quente me sente…

exalas tesão e molhada esperas aguardas

a minha chegada

Embora tua ausência insiste em perturbar

a convicção acredito que és minha…

tua presença me renova…

Depois de gritar no auge o prazer de quem ama

veste-se e finge não ter dito nada…

sei que na ausência a dor é tamanha

verdadeiramente é revelada…

Embora minha alma abandone meu corpo

lamenta a despedida…

meu coração continua batendo no peito te espera..

Embora… não estejas aqui, estas nos meus pensamentos

tua simples existência me satisfaz…

sou feliz somente com isso!

SE VC DEIXAR .....!!!! /DEA

SUSPIROS ...../DEA

Os constantes suspiros
revelam os sentimentos da alma.
Eles saem do profundo do coração,
mostram uma forte emoção
e a falta que o amor faz
chegando até a tirar a paz...

Os teus murmúrios
mostram nitidamente
um coração bem apaixonado.
Às vezes, são tristes,
pois ainda não está ao teu lado
a pessoa dos teus sonhos...
Basta tocar em seu nome,
ouvir sua doce voz,
ver a cena de um grande amor
que a tua alma chora
de saudade
e, às vezes, de muita dor...

Mas tenha a esperança
de que os teus suspiros serão
sons de felicidade.
Irás superar as dificuldades,
um grande amor viverás
e, com a benção de Deus,
a alegria não mais te deixará...

(Odilon Massolar Chaves)