Pages

26 de jun de 2010

DEUS E O DÍABO LUTANDO POR MIM

Deus e o Diabo lutando por mim II

As vezes não acredito nas coisas que a gente faz
as vezes expressamos Cristo e as vezes a Satanás
as vezes sou inocente as vezes tão pecador
as vezes estou tão carente e em outras cheio de amor
as vezes abençoamos e as vezes maldizemos
as vezes praguejamos e as vezes bendizemos 
as vezes agradeço e em outras vezes lamento
as vezes eu caio e as vezes me levanto
as vezes eu choro em outras eu canto
as vezes peço desculpas e as vezes não me arrependo
as vezes grito tão alto mas as vezes ninguém me escuta
as vezes sou lapidado e em outras sou pedra bruta
as vezes sou ferro e as vezes sou diamante
as vezes tão firme e em outras tão inconstante
as vezes não compreendo e em outras incompreendido
as vezes eu sei o caminho e as vezes me sinto perdido
as vezes ando sozinho e em outras acompanhado
as vezes eu sei de tudo em outras nada compreendo
as vezes eu fico mudo e em outras vezes eu falo
as vezes sou tímido mas as vezes tão assanhado
as vezes sorrio pra vida e as vezes dela me esquivo
as vezes sou pessimista e em outras sou positivo
as vezes sou um lago em outras sou oceano
as vezes estou certo e as vezes eu me engano
as vezes sou pura mente e as vezes sou emoção
as vezes sou consciência e em outras sou a razão
as vezes choro sozinho no meio da multidão
as vezes o mundo tão grande não preenche meu coração
as vezes sou alegria em outras sou mau humor
as vezes sou paciente em outras sou o doutor
as vezes sou poesia as vezes nem sei quem sou
as vezes sou o mocinho e as vezes sou o vilão
as vezes estou do seu lado as vezes dela me afasto
as vezes sou todo vigor e em outras puro cansaço
as vezes sou forte e em outras fracasso
as vezes traço o caminho e as vezes fico parado
as vezes faço perguntas em outras nada respondo
as vezes eu penso e em outras eu sonho
as vezes sou a favor e as vezes eu me oponho
as vezes sou um juiz e as vezes o acusado
as vezes sou humilde e em outras sou exaltado
as vezes me orgulho em outras eu me nego
as vezes sou um rei e em outras sou um vassalo
as vezes estou tranquilo e em outras tão pertubado
as vezes sou tão aceso mas as vezes eu me apago
as vezes sou agressivo e as vezes tão educado
as vezes tenho inveja em outras sou invejado
as vezes eu sou modelo e as vezes sou impecilho
as vezes sou tão sereno e as vezes indelicado
as vezes sou solidário em outras duro com os filhos
as vezes sou aparência e as vezes realidade
as vezes sou inocência e as vezes pura maldade
as vezes sou desespero e em outras tranquilidade
as vezes sou carinho e em outras estupidez
as vezes promovo a paz e as vezes a violência
as vezes muito sensato e em outras insensatez
as vezes fico irritado e as vezes sou paciência
as vezes não penso no que faço e as vezes penso demais
as vezes penso que posso e em outras me sinto incapaz
as vezes sou conhecido e as vezes não me conheço
as vezes agradecido e em outras não agradeço
as vezes luto com a morte mas as vezes da vida me esqueço
as vezes ando por fé e em outras como um ateu
as vezes sinto-me um nobre e as vezes como um plebeu
as vezes penso nos outros e as vezes só penso em mim
mas sempre vivo um dilema que as vezes penso nunca ter fim
que desde que me conheço por gente sempre foi assim
Deus e o diabo estão sempre lutando por mim.

0 comentários:

Postar um comentário