Pages

3 de jul de 2010

“Meus versos são simples
Desnudos em tudo 
Que esteja em mim
Não tem o glamour dos vocábulos arrojados
Nem carecem decifrá-los
Os renomados mortais...
Meus escritos 
São pedaços vividos
Formando com isso, imensos vitrais...
Ora! Mas por que rebuscar tanto a dor
Se o que a identifica
São seus ais????
Ademais,
Eu apenas me debruço no papel,
E minhas marcas ficam ali....”(Rose Felliciano)

0 comentários:

Postar um comentário