Pages

13 de abr de 2011

Adoça, amor, a minha boca.../DEA



Adoça, amor, a minha boca... com a paixão exuberante de teus lábios... Cubra meu corpo todo com teus beijos, palmo a palmo, sem esquecer um centímetro, sequer... Afaga-me com tuas mãos macias, carinhosas... para que eu me sinta dona de ti... Depois, faça-me sentir o lirismo da mágica grandiosa do amor, em que se transforma o nosso aconchego... E deixa-me sonhar com a projeção da nossa vontade, do nosso desejo, da nossa louca obsessão... de nossa fúria vulcânica, que transforma em larvas incandescentes a saliva de nossa boca... O calor, que emana desse beijo, aquece o fundo da alma, e eu sinto que estou flutuando de justo prazer, de justa alegria, quando em tuas mãos seguras me sinto calma, me sinto bem, me sinto mulher plena, poderosa, inteira... Por isso, amor, adoça minha boca com teus beijos...

0 comentários:

Postar um comentário