Pages

15 de jun de 2011

TEUS SEIOS/DEA

Teus seios são como um trevo
Highway
Pra que lado vou?
Vou... Não vou...
Vou
Trevo de quatro folhas
De quatro flores
De dois botões mirados
Um alvo em mim

Teus seios são fina seda
Art nouveau
Pra que lado vou?
Vou... Não vou...
Vou
Seda branca, volume que empina
Encorpa, cintila
Dois bicos fixados
Apontados pra mim

Sugo o suco que derrama de ti
Guloso faminto de teus seios assim
Ai de mim
Embriagado na mistura da minha saliva
E teu suor

Estremeço num melodioso e leve toque
Tremo como se num choque
Ai de mim
Que em teus seios conheci o doce néctar
Do amor...


(Sérgio Cortes)

0 comentários:

Postar um comentário