Pages

15 de jun de 2011

JOGUEI MINHA SAIA NO CHÃO/DEA


Joguei minha saia no chão Arrancaste a minha calcinha Minha blusa perdeu um botão O sutiã perdeu uma alcinha Consegui tirar um brinco Fiquei de sapato de salto Beijavas com afinco Comigo de pés pro alto Fizeste amor como gostas Potro livre em pradaria Deitado na cama de costas Foste minha montaria Teus pelos foram puxados E com força te cavalguei Te fiz galopar pelos prados Que conheces como ninguém Com o vento do amor pela cara Cravo as unhas no teu dorso Solto em ti a minha tara Deixo marcas no pescoço Faço amor como uma fera Como uma onça no cio E gritando me espera, me espera Levo teu falo a nadar no meu rio Dois inocentes, dois alucinados Amantes banhando-se ao luar Gozamos gemendo abraçados Como rios desaguando no mar...

(Martha L.)

0 comentários:

Postar um comentário