Pages

5 de fev de 2011

Alberto Leal Medeiros PRINCESA /Dea

Princesa

Princesa encantada,
Perdido entre suspiros,
Luto para descrever,
Sua beleza iluminada,
Cujo brilho inibe o sol ao amanhecer.

Seu olhar penetrante,
Escoltado por um sorriso sem igual,
É química pura e natural,
A transformar-me num poeta imortal.

Princesa dourada,
Quero ser seu herói,
Desfrutar sua beleza,
Ver-te livre e amada.

Meus braços serão sua fortaleza,
Onde não terás medo de sangrar,
Pela espada dos piratas,
Que sempre querem te levar.

Nem mesmo o rei abastado,
Que sua admiração conquistar,
Jamais compreenderá a beleza,
Que posso despertar em seu olhar.

E se o tempo permitir,
Numa eterna aventura,
Serei herói, pirata e rei,
A despertar-te paixão, curiosidade e respeito,
Repletos de pura ternura.

0 comentários:

Postar um comentário