Pages

21 de jul de 2010

CARTA A UM GRANDE AMIGO:DÉA ROS

Carta a um amigo - II©

20 de maio de 2010.

            Prezado,

É com imensa alegria que escrevo a você novamente. Ansiava para te mandar estra carta. Espero que lhe tenha chegado em mãos.
Semana passada ouvi do Manoel (meu barbeiro) uma ilustração que ele atribuiu a um outro irmão lá da igreja dele – mesmo desconhecido não quero que a autoria seja atribuida equivocadamente à mim – que dizia o seguinte:
“A televisão tem feito com as pessoas o mesmo que uma aranha faz com um inseto que fica preso em sua teia. Você olha e ele está lá, inteiro, mas por dentro um vazio só. A aranha sugou tudo que havia dentro do pobre inseto que não conseguiu se desvencilhar da teia. Ficou oco.”
Achei interessante a ilustração. Não aprovo a condenação da televisão, e não acho que ela seja uma invenção do diabo, como insistem alguns. Ela que surgiu por volta dos anos 20 a 30, rudimentar ainda. Será que Vladimir Kozmich Zworykin (1923) que registrou a patente do tubo iconoscópico para camaras de televisão, tornando possivel a televisão eletrónica imaginava onde chegaria? Mas tenho que admitir que ela é como uma aranha para algumas pessoas.
O controle remoto é uma ferramenta muito útil, dá condições de selecionar o que se quer assistir, mas como alerta a Bíblia em I Coríntios 6: 12; 23: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convêm. (...) não me deixarei dominar por nenhuma. (...) nem todas as coisas edificam.”
Licitude é a conformidade ao direito, legalidade, qualidade do que é lícito, permitido.
Edificação aqui está relacionado aquilo que induz ao bem e à virtude, podemos associar com fundamento também.
Dominar está relacionado com subjugar, exercer domínio ou autoridade, é exercer influência.
Definidas as palavras que considero importante, tenho que admitir mais uma vez que, algumas pessoas se deixam dominar pela televisão, ou melhor, pelo que passa nela, e se tornam pessoas sem conteúdo nenhum, sem fundamentos sólidos.
Podemos assistir a um filme, um jornal, um programa de entretenimento, um show de música, em seriado, desenhos, novelas, etc. o que há de mal neles? Essa é uma pergunta interessante, talvez leve à respostas que não sejam de fácil aceitação. Temos de considerar também que alguns se deixam influenciar, outros não, mas só aqueles que se soltam da teia à tempo.
Minha filha gosta de assistir televisão, mas ela só tem 3 meses, e acredito que ela só esta gostando por se sentir atraída pelas cores, imagens, sons, afinal ela não entende nada daquilo. Mesmo assim não deixamos ela ver qualquer coisa, afinal de contas aquelas imagens podem ficar gravadas na mente dela, é melhor previnir. Compramos então alguns DVDs (originais) de músicas infantis cristãs (recomendo), diversão e ensino ao mesmo tempo. Ótima edificação!
Alguns canais transmitem programas nada interessantes, nada edificantes, pelo contrário, fazem apologia ao sexo livre, à prostituição, à mentira e à violência. Jornais retratam a realidade, bastante sangrenta e injusta. Filmes podem falar de qualquer coisa. Novelas imitam a realidade, ou tentam. Desenhos fantasiam de tudo. E os BBBs da vida, uma caricatura grotesca da vida, realidade ali só quando estão dormindo.
Na minha infância a professora de escola dominical ensinou em uma lição que dizia podermos ficar por fora – nosso corpo – lindos como uma viola e por dentro – nosso espírito – feios como um pão bolorento. Neste caso nem como um pão, mas vazios, ocos, sem conteúdo.
Fiquei bastante incomodado com a ilustração que mencionei no início desta carta, pois gosto muito de televisão, e sei que você também gosta. Eu já me senti algumas vezes preso, como em uma teia de aranha, e não sei se aconteceu ou está acontecendo com você, então aqui vai um conselho: Cuidado! Leia um bom livro de vez em quando!
 Me desculpe por te incomodar com tantas linhas, mas eu precisava escrever pra você, afinal, você é meu melhor amigo.

Obs.: Não quero que deixes de assistir televisão, apenas não te esqueças de orar, ler a Bíblia, brincar com seus filhos, se divertir com a esposa, passear. Não se deixe prender na teia.

Um grande abraço de sUA amigA.

0 comentários:

Postar um comentário