Pages

26 de mar de 2011

GOSTAVA DE NAVEGAR/DEA

Gostava de os navegar e sentir-me realmente tua, mesmo não o sendo. Gostava de substituir a pequena brisa que circula no meu corpo, por ti. Gostava de ser apenas tua, em pensamento e em desejo, e sentir-te navegar meu corpo e criar riachos ainda maiores, em todas as zonas, onde o teu prazer me mata. Gostava de me dar a ti, de me dar a ti num jogo de loucura onde só o prazer tem palavra. Onde só o prazer reina e onde só os teus gestos me fazem gemer. Quero ser tua. Não sendo tua não sou mulher. Torna-me tua. Têm-me como tua e faz-me enlouquecer.

0 comentários:

Postar um comentário