Pages

30 de out de 2009

EU E MINHAS REFLEXÕES DE MIM MESMA A VALL:

meu lado mais mulherzinha. A face assumidamente emocional. Também é aqui que falo de outras mulheres.Mulheres de alguma forma importantes para mim. E claro que falarei sobre relacionamentos e portanto dos nossos homens. Aqui vale o sonho. O desejo. As dores. O belo. Aqui não tenho compromisso com a forma, o rigor, o bom comportamento. Aqui sou uma mulher que sente, pensa, ri, ama e chora.

Chorando os Limites do Amor.

Aceito as parcas medidas do meu poder
Ante à força do amor
Assim como me rendo à morte do amor

Chrorando as minhas lágrimas
Chrorando as tuas lágrimas

Pois o amor não finda
Sem que caia ao menos
uma lágrima escondida.

As minhas são claras,
Visíveis e faceis
de cair, tomando o meu rosto,
descendo sobre o colo,
morrendo em mim.

Não há o que fazer fora dos meus limites
Por isso choro.
Mas também amo dentro dos meus limites.

0 comentários:

Postar um comentário