Pages

10 de mar de 2011

INSANIDADES DO DESEJO , Autoria: claraflo/Dear

INSANIDADES DO DESEJO

Autoria: claraflor

Claraflor




Você tem veneno
é como areia movediça
nas idéias que me arrastam
para dentro de ti
mergulhando-me
no mel esverdeado
dos teus olhos

Fico nas nuvens
incendiada pelo fogo
que a minha
pacífica calma
não pertence
mas consome
por dentro


Teu sorriso ...
não sei dizer
eu sinto os meus lábios
fervendo abraçados
à tua língua
carinhos a dançarem
em nossos corpos

Sinto o tapete da sala
a nos aconchegar
os olhos ardendo
e do céu da boca ouço
os teus gemidos a cantarem
suspiros que ecoam dentro
de minhas entranhas
em erupção


Nas insanidades do desejo
Seguimos em nosso vai-e-vêm
cavalgando na penumbra da sala
o antro iluminado
pela meia luz da tv


tu me levas em lugares
desconhecidos de mim
onde já não tenho
mais receios de deixar-te
ver nú esse desejo
que libertou de mim
o demônio com cheiro de maçã

Como é doce o teu veneno
a tua dança vestida
em nossa nudez
debruçada sobre o sofá
banhada no vento suave
que alvoroçou as cortinas


As insanidades do desejo
te levam para a trilha
embebida no néctar
da orvalhada orquídea
tuas mãos afasta-me
do rosto os meus cabelos
e me embebe em outro
esfomeado beijo

Momento eterno
no bailar silêncioso
perdidos na sinfonia
do palpitar de seios
sobre o teu peito

Olhos fechados
a suspirarem idéias
delírios eternizados
na dança das
solitárias esferográficas.

0 comentários:

Postar um comentário