Pages

10 de mar de 2011

ATO SEXUAL/DEA


ATO SEXUAL

Autoria: Clarice Ferreira


Hoje acordei para te suspirar
Para te inspirar até o último pó
Como cocaína
E te inalar
A mais torpe de todas as flores em brancura
Papoula crisálida em doçura
Aprisione-me entre as grades de nossas paixões
E eu tua escrava submissa sucumbirei
Concedidamente ao teu cálido masoquismo
De amor e dor

Quero o prazer de tuas mãos a marcar meu corpo
Das minhas unhas a cravar tua pele
Enquanto o nosso suor escorre quente
Junto com o nosso límpido gozo de amor.

Quero lamber tua pele
Pêlo a pêlo
Célula a célula
E deglutir em minha garganta
O teu sabor salgado
De sonho encantado.

Quero envolver-te por inteiro
E ter-te em minha boca quente
Enquanto observo-te gemer loucamente
Lou-ca-men-te!

Quero fotografar todas as tuas expressões faciais
Segundo a segundo
Todas as contrações de teus músculos e ossos
Segundo a segundo
Enquanto deliras e relaxas no teu ápice de amor!

Quero sentir-te fundo dentro de mim
E teus dedos entre os meus cabelos emaranhados
Dizendo-me que sou tua
Porque hoje eu acordei
Só para gritar e gemer em teus ouvidos
E suada e exausta
Extasiar-me em gozo pleno
Sobre o teu falo encantado
Neste nosso ato sexual supremo
Ser uma vez mais
A tua desejada mulher.

Clarice Ferreira.

0 comentários:

Postar um comentário