Pages

3 de fev de 2011

DIAMANTE ARRANHADO/Alberto Leal Medeiros/DEA

Diamante Arranhado

Em uma rocha solitária,
Fui encontrado,
Com muito carinho retirado,
E apaixonadamente lapidado.

Diante do meu brilho estrelado,
Aproximou-se um olhar fascinado.
E encantado pela beleza somente exterior,
Passei a refletir o amor.

Abandonado e pisado,
Virei pedra arranhada,
Perdendo a transparência,
De um diamante lapidado.

Mesmo rejeitado,
Escondo o brilho do passado,
Esperando o dia em que serei encontrado,
Por outro olhar tão encantado,
Que me transformará num diamante lapidado.

0 comentários:

Postar um comentário