Pages

15 de jun de 2010

ROBINHO HJ PRA MIM FOI QUEM ++ SE DESTACOU :DÉA


Futebol
    
Com gols de Maicon e Elano, Brasil vence Coreia do Norte na estreia
15/06/2010 - 17:26:23 - por Guilherme Araujo/Final Sports 

A Seleção Brasileira estreou com vitória na Copa do Mundo da África do Sul. Na tarde desta terça-feira (horário de Brasília), a equipe verde-amarela bateu a Coreia do Norte por 2 a 1, no estádio Ellis Park, em Joanesburgo, em jogo válido pela 1ª rodada do Grupo G.

Após enfrentar dificuldades para superar a marcação asiática no primeiro tempo, o time do técnico Dunga abriu o placar aos 9 minutos da etapa final, através do lateral Maicon. Depois de grande lançamento de Robinho, o meio-campista Elano ampliou ao 26. A Coreia do Norte descontou aos 43 minutos, em gol de Yum Nam.

No próximo domingo, novamente às 15h30min, o Brasil volta a campo para enfrentar os africanos da Costa do Marfim, que hoje empataram em 0 a 0 com Portugal, na abertura da Chave. A partida será realizada no estádio Soccer City, também localizado em Joanesburgo.

- O jogo

A temperatura baixa - 2°C - e a conhecida ansiedade do primeiro jogo não foram suficientes para intimidar os brasileiros no Ellis Park. A equipe do técnico Dunga tomou a iniciativa, diante do desconhecido adversário, e não demorou a criar situações.

Aos seis minutos, pela primeira vez, o meia Elano conseguiu furar a postura retraída dos asiáticos e bateu colocado, de perna esquerda, procurando o ângulo do goleiro Myong Guk, que viu a bola passar ao lado de seu ângulo direito.

No lance seguinte, após boa tabela no meio, Kaká lançou Robinho à entrada da área. O atacante, que mostrava grande movimentação nos primeiros minutos, dominou e utilizou o lado do pé direito. O chute saiu torto pela linha de fundo.

Ao tentar abrir de alguma forma a última linha defensiva da Coreia, o Brasil invertia as jogadas. Numa dessas tentativas, aos nove, o lateral Michel Bastos recebeu na esquerda e arriscou de fora, buscando tirar proveito de seu forte chute. O arremate rasante, porém, passou longe da meta adversária.

Na sequência, foi a vez de Maicon concluir cruzado da direita. A zaga rebateu e, na sobra, Elano apareceu no meio da área para emendar de primeira, mas sem força. Myong Guk pegou firme.

Se demonstrava boa capacidade de se proteger, a Coreia ameaçava em velocidade nos contra-ataques, principalmente através do atacante Tae Se, camisa 9, conhecido como o Rooney asiático.

Aos 10, ele envolveu Michel Bastos e Juan na ponta direita e achou espaço para bater rasteiro, exigindo a primeira participação do goleiro Júlio César na partida. Aos 16, explorando o mesmo lado, o lateral Jong Hyok limpou Juan e emendou de canhota, à direita da meta verde-amarela. 

A forte marcação sobre Kaká impedia as infiltrações no campo norte-coreano e reduzia o jogo do Brasil a uma burocrática troca de passes laterais. Aos 20, Luís Fabiano, em outro movimento fora da área, encontrou Robinho mais à frente. O camisa 11 girou sobre o zagueiro Chol Jin e finalizou fraco, no meio do gol.

Aos 26, Maicon tentou a sorte novamente da intermediária. Por segurança, o goleiro asiático espalmou para escanteio o chute à meia-altura. Aos 34, Robinho atraiu a atenção de três marcadores e conseguiu rolar para Michel Bastos, que à altura da meia-lua soltou a bomba de canhota, mas por cima.

No minuto posterior, o perigoso Tae Se protegeu de Lúcio e lançou Jong Hyok, que apareceu livre pela direita de ataque e mandou sobre a meta de Júlio César.

Encontrando dificuldades para superar a marcação aproximada do adversário, o Brasil limitava-se a rondar a defesa norte-coreana, sem construir a real situação para abrir o placar e encontrar tranquilidade no jogo. Tal panorama só poderia redundar em 0 a 0 após os primeiros 45 minutos. 

Sem alterações, a equipe de Dunga voltou para o segundo tempo imprimindo mais velocidade no setor ofensivo. A primeira boa chance surgiu na bola parada de Michel Bastos; aos cinco, ele cobrou falta frontal e mandou à direita. Aos sete, Kaká ajeitou de peito para Robinho arriscar um voleio da ponta da área, que teve o poder de assustar Myong Guk.

Na terceira investida verde-amarela na etapa final, o marcador finalmente seria inaugurado. Eram nove minutos quando Elano recebeu à frente da área, viu a passagem de Maicon pela direita e rolou na frente. O lateral chegou ao fundo e, quase sem ângulo, chutou cruzado. O goleiro norte-coreano esperava o cruzamento e nada pôde fazer quando a bola passou entre a trave e seu pé esquerdo: 1 a 0.

Mais leve em campo, o Brasil começava a tornar fácil o jogo. Aos 18, Robinho, Kaká e Luís Fabiano triangularam na intermediária até o camisa 9 dominar, passar por Nam Chol e colocar por cima.

Quase que com a totalidade da posse de bola, a equipe pressionava em busca do segundo. E, aos 26, Robinho partiu para cima de três marcadores e, às costas da zaga, lançou Elano. O meio-campista superou o defensor em velocidade e concluiu de primeira no canto direito do goleiro Myong Guk: 2 a 0 e vitória encaminhada no Ellis Park.

Consciente de suas limitações, mesmo diante da desvantagem, a Coreia não alterava seu comportamento, sob pena de abrir o Mundial sofrendo uma goleada. A esperança asiática era descontar através dos contra-ataques, que ao contrário da primeira etapa, agora mostravam-se raros.

Dunga aproveitou para mexer na equipe na metade final do tempo complementar. Logo depois de marcar o seu, Elano deu lugar a Daniel Alves; Ramires foi substituído por Felipe Melo; e Kaká saiu para entrada Nilmar.

Foi justamente o ex-atacante do Inter que protagonizou as melhores oportunidades no final. Aos 34, ele bateu forte e exigiu defesa em dois tempos do arqueiro adversário. Aos 39, Daniel Alves cruzou da direita, Nilmar dominou na marca do pênalti, mas errou o arremate.

Aos 43, quando o placar parecia definido, a Coreia superou a defesa brasileira. Após lançamento pela esquerda, Yum Nam deixou Gilberto Silva e Lúcio para trás e colocou cruzado no canto de Júlio César. O gol teve significado histórico para os asiáticos, mas não foi suficiente para aplacar a vitória verde-amarela na estreia em solo africano.

Copa do Mundo
Grupo G – 1ª rodada

Brasil 2 x 1 Coreia do Norte

BRASIL
Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Felipe Melo (Ramires), Elano (Daniel Alves) e Kaká (Nilmar); Robinho e Luís Fabiano.
Técnico: Dunga

COREIA DO NORTE
Myong Guk; Jong Hyok, Chol Jin, Nam Chol e Kwang Chon; Jun Il; Yun Nam e In Guk (Kum Il); Yong Jo e Yong Hak; Tae Se
Técnico: Kim Jong Hun

Gols
Brasil: Maicon (9min/2°T) e Elano (26min/2°T)
Coreia do Norte: Yum Nam (43min/2°T)

Cartões amarelos:
Brasil: Ramires

Público: 54.331

Árbitro: Viktor Kassai (HUN)
Auxiliares: Gabor Eros (HUN) e Tibor Vamos (HUN)

Local: Ellis Park, em Joanesburgo
Data: terça-feira, 15 de junho de 2010

0 comentários:

Postar um comentário