Pages

15 de nov de 2010

CONTINUANDO A CONVERSA DE TER SIDO HACKEADA : DEA


CONTINUANDO A CONVERSA SOBRE ROUBOS DE IDENTIDADES NO MUNDO VIRTUAL ,BOM PESSOAL AINDA TEM PESSOAS QUE ACREDITAM QUE DEPOIS DE TEREM USADO E ABUSADO DE NOSSOS DADOS E NOSSAS INFORMAÇÕES EM UMA HR DE FRAQUEZA NÓSSA POIS EXISTEM MESMO HRS EM QUE ESTAMOS PASSANDO POR MOMENTOS DIFICEIS EM NOSSAS VIDAS E CLARO CONFIAMOS EM QUEM ESTA MAIS PROXIMO DE NÓS E DESABAFAMOS AS VZS ATÉ CONTAMOS PARTES DE NOSSAS VIDAS A ESTA PESSOA EM DESABAFOS NA ESPERA QUE ESTA AMIGA VIRTUAL OU AMIGO VIRTUAL NOS PROTEJA E NOS AJUDE MAS COM O PASSAR DO TEMPO ,DAS NOITES E DOS DIAS ,NUM REPENTE DE MUDANÇAS DE PERSONALIDADE ESTA TAL AMIGA VIRTUAL OU AMIGO SE TRANSFORMA NUM HACKER E NOS ROUBA TUDO ,E AINDA SAI ALARDEANDO MENTIRAS JUNTAMENTE COM OS SUPOSTOS OUTROS AMIGOS DESTA MESMA PESSOA E AI VIRA UM INFERNO NÓSSA VIDA POIS DESCOBRIMOS QUE A PESSOA EM QUE MUITAS NOITES DIAS E MADRUGADAS INTEIRAS A GT CONVERSAVA MUITO E CONFIAVAMOS NA TAL AMIGA OU AMIGO MAS FAZER O QUE NÉ? A MD JA ESTA FEITA E AINDA QD TENTAMOS NOS EXPLICAR ESTA MESMA PESSOA AINDA SE FAZ DE SONSA OU SONSO E SE DIZ NÃO SABER DE NADA QUEM SABE NÃO SEJA UM DEMONIO  DE ASAS DE ANJO? MAS SE ELE PENSA QUE DESISTI ,QUE REALMENTE NÃO ABRI UM B.O NESTES DIAS ATRAZ PRA ME RESGUARDAR DE MAIS ALGUMA QUE ESTA PESSOA ESTEJA ARQUITETANDO CONTRA MIM EU FIZ SIM POIS NÃO SABEREI EM QUAL HR OU MOMENTO ELE JUNTO A MUITOS PODERAM ME ATACAR NOVAMENTE ,E QUERO DEIXAR CLARO AQUI QUE NÃO IREI RETIRAR ESTE B.O E SEI TB QUE QD ALGUEM FAZ UM CONCURSO PUBLICO OU TENTA ENTRAR PARA TRABALHAR EM CERTAS EMPRESAS NECESSITA TER O NOME DELA LIMPO . ENTÃO SÓ RETIRO DEPOIS QUE A TAL PESSOA RETIRAR E EM PUBLICO SEJA  AQUI OU VIA INTERNET ONDE TDS POSSAM LER AS EXPLICAÇÕES DELE PARA TER FEITO E AINDA CONTINUAR A INFERNIZAR MINHA VIDA SEJA NO REAL OU NO VIRTUAL POIS SE ERA ISTO O QUE ELE DESEJAVA CONSEGIU HJ ESTOU DENTRO DE UM HOSPITAL TC COM TDS VIA LEPP :DEA


 Conheça os crimes virtuais mais comuns

PUBLICIDADE
JULIANA CARPANEZ
da Folha Online

Os especialistas ouvidos pela Folha Online são unânimes: atualmente, o crime virtual mais comum é o roubo de identidade. Com ele, pessoas mal-intencionadas se apoderam de informações da vítima para fazer compras on-line ou realizar transferências financeiras indevidas, por exemplo. 

Apesar de o pódio estar muito bem definido, não há um consenso sobre a posição que outras transgressões ocupam no ranking da criminalidade virtual. Em uma proporção menor que o roubo de identidade, crimes como pedofilia e difamação cumprem bem seu papel na hora de incomodar internautas, empresas, governos e autoridades de todo o mundo. 

Saiba quais são os crimes de informática mais comuns:

Roubo de identidade 
Os piratas virtuais enganam os internautas e se apoderam de suas informações pessoais para fazer compras on-line ou realizar transferências financeiras indevidamente. Clique aqui para ver como funcionam as fraudes virtuais.

Segundo o IPDI (Instituto de Peritos em Tecnologias Digitais e Telecomunicações), pessoas que usam a informática para roubar identidades podem responder por estelionato, furto mediante fraude, intercepção de dados, quebra de sigilo bancário e formação de quadrilha. 

Pedofilia
Internautas criam sites ou fornecem conteúdo (imagens e vídeos) relacionado ao abuso sexual infantil. 

Calúnia e difamação
Divulgação de informações --muitas vezes mentirosas-- que podem prejudicar a reputação da vítima. Estes crimes tornaram-se mais comuns com a popularização do site de relacionamentos Orkut. 

Ameaça
Ameaçar uma pessoa --via e-mail ou posts, por exemplo--, afirmando que ela será vítima de algum mal. 

Discriminação
Divulgação de informações relacionadas ao preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. Também tornou-se mais comum com a popularização do Orkut. 

Espionagem industrial
Transferência de informações sigilosas de uma empresa para o concorrente. A tecnologia facilita este tipo de ação, já que um funcionário pode copiar --em um palmtop ou memory stick, por exemplo-- o equivalente a quilos de documentos. 

0 comentários:

Postar um comentário