Pages

12 de jun de 2010

ESTE POST DEDICO SIM PRA ALGUEM MUITO ESPECIAL :DÉA





Sinto cada dia mais teu cheiro dentro e fora de mim
Vivo cada abraço, enredo imortalizado, sem fim
Bocas esparramadas, ávidas, por entre ventres
Percorremos em vícios cada sombra das vertentes
Retornamos e caminhamos em nós assim
Movimentos sempre e sempre pertinentes.

Esbarro meu cada trecho entre palavras e sons
Cada verso e reverso agora em vários tons
Viro e desviro, mexo e remexo, olhos, lábios, tudo
Frente, lado, atrás, revirada e volta, sempre mudo
Nós. Laços. Você. Eu. Ali e aqui, preenchendo vãos
Delirando, gritando, calando, gemendo. Mãos.

Sem vinho e sem lareira. Espelho. Pernas. Dentes.
Escorregador de gente, decente, indecente. Ida.
Tudo feito sem repente, nada e tudo ausentes
Pressentimos cada um de nós. Vês? Sentes?
Paraíso eterno de prazer. Doce e repleta vida.
Espetacular efeito este que causas em amor
Feita tua sempre sou e me faço...tua...


Lilian Russo

0 comentários:

Postar um comentário