Pages

13 de mar de 2011

DESCONHEÇIDA/DEA


Desconhecida...
Um olhar sensual, de pantera no cio,
Trejeitos no andar, um sorriso macio,
E eu logo me deixo envolver feito louco.
Ao primeiro abraço, num toque sutil,
Vou despindo teu ser, meus desejos a mil,
E sou teu, me devoras, me tens só pra ti... pouco a pouco.

Quem és tu, donde vens, adorável pantera,
Mistura de anjo, de gata, de fera,
Que mistério é esse que me enfeitiça?
Enquanto teu corpo me aceita carente,
Me derreto em prazeres, deliciosamente,
No incêndio que esta fagulha atiça.

Piero Valmart

0 comentários:

Postar um comentário