Pages

20 de jan de 2011

UM LINDO E BELO POEMA /DEA

Fim

Fim

Chega assim de repente
Como se fosse muito natural
Usa a porta da frente
Entra distraidamente
Como se tudo permanecesse igual
Não é bem assim
As plantas do jardim eu as rego
E a rede na varanda balança há tempos
Só para mim

Mudei o número do telefone
E no banheiro já não divido a escova
Por favor, foi você quem partiu
Eu fiquei a chorar na despedida
Não é certo vir aqui
Mesmo enfeitado de saudades
Com ares de bem-me-quer

Não vê que meu coração
Está fechado para balanço?
E mesmo com saldo negativo
Ele amanhã abre de novo

Porque é assim a vida
È assim que deve ser!

Ao usar este artigo, mantenha os links e faça referência ao autor:
Fim publicado 18/01/2011 por salma mota moussalem em http://www.webartigos.com



Fonte: http://www.webartigos.com/articles/57179/1/Fim/pagina1.html#ixzz1BaCTyaHe

0 comentários:

Postar um comentário