Pages

27 de nov de 2010

MULHERES E SUAS EMOÇÕES:

Mulheres e emoções. 

Mulheres não querem ser felizes, não tente fazer mulheres felizes, felicidade é apenas uma emoção e mulheres precisam sentir uma variedade de emoções diferentes. Elas tem necessidade de experimentar emoções diferentes (precisam ser sentir tristes e chorar, por exemplo) com freqüência. Ela experimenta todas essas emoções com você. Se vc quer levar chifres, ou ser abandonado por sua mulher, satisfaça todos os desejos e vontades dela, pois uma vez que você fizer isso ela não terá mais nada do que reclamar e não haverá mais emoções para ela sentir. Mulheres precisam SEEEENTIR muitas emoções, e não apenas emoções boas.
Um erro comum dos homens é se deixar levar por esses dramas femininos. Uma relação com uma dose saudável de drama feminino é bom porque aumenta a tensão sexual. No entanto, há o perigo do homem se deixar envolver no drama e deixar de cumprir seu papel no relacionamento. O papel do homem é liderar a relação e se ele se envolve muito com o drama feminino ele perde essa habilidade e a mulher começa a liderar a relação. Isso faz a mulher deixar de se sentir atraída pelo homem. Com o tempo, isso resulta no fim da relação.

Se você se deixa envolver pelo drama feminino é melhor mudar. Drama é um traço feminino. A mulher gosta de ser dramática e espera que você seja capaz de lidar com isso. Se você não fizer isso, terminará levando chifres.

Quanto mais emoções ela sentir, mais viva ela se sentirá. Você precisa tomar cuidado para não ser previsível. Digamos que você seja bom em dar prazer na cama para ela, mas você é incapaz de dar outras emoções (paixão, insegurança, felicidade, nervosismo, tranqüilidade, etc), você será visto apenas como o cara bom de cama, mas ela não o verá como alguém interessante para um relacionamento sério
Você será visto apenas como o tipo bom para sexo casual. Mas se você quer ter um relacionamento sério com ela ofereça algo além de sexo selvagem...dê a ela o máximo de emoções possíveis. Isso manterá ela interessada em você mesmo depois que ela se acostumar com o sexo selvagem.

Se relacionar com alguém não significa faze-la feliz( é impossível fazer o outro feliz). O importante é construir uma relação que ambos desfrutem. Não vise fazer sua parceira feliz, concentre-se em sua vida e em buscar emoções. Faze-la feliz as custas de sua infelicidade não irá faze-la feliz. Porque? Isso irá custar tudo que você lutou para o relacionamento dar certo. Não há felicidade nisso.

È claro que isso é assustador. Ironicamente, se o medo de deixar sua parceira infeliz começa a impedir você de ser quem você realmente é você acabará tornando você e ela infelizes. Tentar fazer sua parceira feliz é uma causa perdida, nem perca tempo com isso. No lugar disso concentre-se em dar a ela a maior variedade possível de emoções, boas e ruins. Dessa forma, mesmo que você pise na bola não haverá problema, pois você estará tornando a vida dela interessante.

Então, se de vez em quando a relação cair na rotina, é seu dever como homem se comportar MAL. Não faça nada que arranhe a reputação dela, mas tome a dianteira e torne a vida do casal interessante novamente.

Um sinal de que você não está dando a ela as emoções que ela precisa é quando ela começa brigas sem motivo aparente. Significa que ela precisa de mais drama na relação e você não está proporcionando isso. Como você lida com a situação é que determina seu sucesso ou fracasso. Um começo é aprender a lidar com a RAIVA.

Definição de drama:

O drama é o lado das mulheres que busca recuperar o controle de suas (dela) emoções. Mulheres tem necessidade de drama, porque o drama é um sintoma das tentativas das mulheres de conseguir controlar áreas que elas julgam fora de seu controle emocional. Se você proporciona drama oferecendo a ela uma variedade de emoções haverá menos drama por parte dela. O drama que haverá é o drama que você iniciou e não haverá drama destrutivo. Drama destrutivo é o drama que pode destruir a relação se tomar caminhos sem volta(ela trair você ou te largar).

0 comentários:

Postar um comentário