Pages

16 de out de 2010

Sim...
Começaria tudo outra vez...
E se eu faria igual não sei
Mas sei que não me arrependode como foi feito
pois no meu gesto mais imperfeito
foi aí que aprendi maise foi lapidado às custas de muitas lágrimas
meu coração valente
nesta vontade de ser gente, de ser feliz
de ser capaz, ou não...
Só sei que recomeço sempre de um novo ponto
e essa nova viagem me leva
cada vez mais longe e firme
certa de que o meu porto nunca foi seguro
simplesmente por não ser aquialienígena do meu próprio lugar
enfim me dei conta de que o meu destino
apontava pra muito além
de mim e de minha terra
dos meus sonhos e pequenos planos
fantasias, grandes enganos...
simplesmente para aprender.
Pois é agora que da montanha onde estou
avisto o mar, as promessas, os medos
as tempestades por vir ... e não me assusto.
Vem aí mais um ano de vida
e com ele mais desafios e prêmios
mais pistas falsas e recompensas
Mais uma dose
Cada vez menos pose
Cada vez mais eu em mim mesma
Um brinde à vida...
Aos amigos...
Ao amor...
Seja ele do jeito que for,
desde que seja sincero.

0 comentários:

Postar um comentário